Óleos Vegetais

Óleo Vegetal de Pracaxi - 60ml (Phytoterápica)

Disponibilidade: Sem estoque

R$40,90

A árvore de pracaxi é uma leguminosa que atinge até 35m de altura, e produz flores de até 20cm, e frutos em forma de vagem de até 25cm. Dentro dessa vagem armazenam-se de 4 a 8 sementes de onde extrai-se o óleo vegetal. São necessários aproximadamente 3,5 quilos dessas sementes para obtenção de 1 litro de óleo. Com alto teor de ácido behênico (até 25%) e ácido oléico, este óleo possui propriedades altamente hidratantes, cicatrizantes e antioxidantes. Nos cabelos, produz excelente efeito alisante e condicionante.


Sobre o Óleo Vegetal de Pracaxi


O nome “Paracaxi”, origina-se do tupi guarani, que traduz-se como “árvore fedida ou árvore que cheira forte”; “Penta”, vem do grego, que significa “cinco”; “Klethron”, provem do grego, que é traduzido como “fechado, unido”, em alusão às cinco pétalas unidas em flor dessa planta; “makros”, vem do grego, que significa “longo, comprido”; “loba”, significa “fruto”, em alusão ao comprimento de seu fruto, que é uma vagem.


A árvore de pracaxi é uma leguminosa nativa das regiões tropicais úmidas de todo o nordeste da América do Sul e Norte, ocorre desde a Nicarágua, Trinidad, Venezuela, Guianas até a Amazônia. Chega a altura de 35 a 40 metros e produz flores com a aparência de penas, e frutos em forma de vagem de aproximadamente 25cm de comprimento. Dentro dessa vagem, armazenam-se de 4 a 8 sementes de onde extrai-se o óleo vegetal. A árvore de pracaxi é uma das pioneiras na fixação de nitrogênio da atmosfera, possuindo um potencial de regeneração florestal em áreas degradadas. Tanto a semente quanto as cascas do tronco são utilizadas para fins medicinais. O óleo de pracaxi possui a peculiaridade de conter uma grande quantidade de ácido behênico, 6x mais que o óleo de amendoim. O ácido behênico é muito utilizado na indústria cosmética como alisante, em condicionadores e hidratantes para cabelos, também para reparar pontas duplas e para reduzir a quebra dos cabelos, além de dar brilho. O óleo de pracaxi em temperaturas frias a partir de 18ºC se solidifica, formando uma manteiga.


Precauções


Não existem contraindicações para seu uso externo. No uso interno, deve ser consumido moderadamente e evitado por pessoas que tenham problemas renais.

A árvore de pracaxi é uma leguminosa que atinge até 35m de altura, e produz flores de até 20cm, e frutos em forma de vagem de até 25cm. Dentro dessa vagem armazenam-se de 4 a 8 sementes de onde extrai-se o óleo vegetal. São necessários aproximadamente 3,5 quilos dessas sementes para obtenção de 1 litro de óleo. Com alto teor de ácido behênico (até 25%) e ácido oléico, este óleo possui propriedades altamente hidratantes, cicatrizantes e antioxidantes. Nos cabelos, produz excelente efeito alisante e condicionante.

Sobre o Óleo Vegetal de Pracaxi

O nome “Paracaxi”, origina-se do tupi guarani, que traduz-se como “árvore fedida ou árvore que cheira forte”; “Penta”, vem do grego, que significa “cinco”; “Klethron”, provem do grego, que é traduzido como “fechado, unido”, em alusão às cinco pétalas unidas em flor dessa planta; “makros”, vem do grego, que significa “longo, comprido”; “loba”, significa “fruto”, em alusão ao comprimento de seu fruto, que é uma vagem.

A árvore de pracaxi é uma leguminosa nativa das regiões tropicais úmidas de todo o nordeste da América do Sul e Norte, ocorre desde a Nicarágua, Trinidad, Venezuela, Guianas até a Amazônia. Chega a altura de 35 a 40 metros e produz flores com a aparência de penas, e frutos em forma de vagem de aproximadamente 25cm de comprimento. Dentro dessa vagem, armazenam-se de 4 a 8 sementes de onde extrai-se o óleo vegetal. A árvore de pracaxi é uma das pioneiras na fixação de nitrogênio da atmosfera, possuindo um potencial de regeneração florestal em áreas degradadas. Tanto a semente quanto as cascas do tronco são utilizadas para fins medicinais. O óleo de pracaxi possui a peculiaridade de conter uma grande quantidade de ácido behênico, 6x mais que o óleo de amendoim. O ácido behênico é muito utilizado na indústria cosmética como alisante, em condicionadores e hidratantes para cabelos, também para reparar pontas duplas e para reduzir a quebra dos cabelos, além de dar brilho. O óleo de pracaxi em temperaturas frias a partir de 18ºC se solidifica, formando uma manteiga.

Precauções

Não existem contraindicações para seu uso externo. No uso interno, deve ser consumido moderadamente e evitado por pessoas que tenham problemas renais.

Fabricante Phytoterápica

Queremos saber sua opinião

Importante: em virtude da Greve dos Correios, iniciada dia 10/09/2019 o prazo de entrega dos pedidos em sua maioria, poderão não ser cumpridos. Sentimos muito por isso :-/ Ressaltamos que todo o processo interno (de confirmação do pagamento, separação do pedido ) estão ocorrendo normalmente. A coleta dos pacotes está sendo realizada diariamente por nossa agência dos Correios e, assim que produto for postado, você receberá um e-mail com o código de postagem.

Scroll to Top